SARNA NEGRA: SINAL DE PERIGO?

A sarna negra é contagiosa?

SARNA NEGRA: SINAL DE PERIGO?


A popularmente conhecida sarna negra (demodécica) é causada por um ácaro chamado Demodex canis. Esse ácaro aloja-se na pele do animal e pode aparentar uma micose quando localizada em determinadas áreas, causando quedas de pelos.


Porém há outro tipo, a generalizada, que espalha-se pelo corpo e deixa “manchas negras” na cabeça, pernas e tronco do bichinho. Nesse caso, a pele do animal se rompe e surgem feridas e crostas. O cheirinho também não é muito agradável.


Para identificar a sarna negra, o veterinário faz a raspagem de várias escamas da pele para procurar o ácaro. Normalmente é fácil diagnosticá-la.


O ácaro Demodex canis manifesta-se apenas em cães. Já nos gatos, o ácaro que causa essa sarna pode ser o Demodex cati (não contagiosa) ou o Demodex gatoi (seriamente contagiosa).


Mas como meu bichinho contraiu essa doença?


A sarna negra possui predisposição genética, ou seja, é passada pela mãe para o filhote durante os primeiros momentos de vida. Por esse motivo ela não tem cura, mas pode ser tratada.


É importante que o animal seja castrado para não transmitir a doença aos seus descendentes.


Assim que diagnosticada por um veterinário, inicia-se o tratamento que pode incluir produtos tópicos (xampus, pomadas), injetáveis e/ou comprimidos e possui duração extensa a fim de minimizar os sintomas e controlar a infestação dos ácaros.


É muito importante manter a saúde do animal, pois com a baixa da imunidade os ácaros podem se manifestar e as “manchas negras” retornarem.


E aí, posso pegar a doença?


Se você tiver um bichinho com sarna negra, fique tranquilo! Pois diferentemente da sarna “comum” (sarcóptica), esse tipo não é contagioso.


Por isso, faça muito carinho no seu amiguinho e ajude-o a passar por essa fase. Depois é só lavar bem as mãos.